Picinguaba – Ubatuba/SP

Picinguaba é uma vila de pescadores no litoral norte de São Paulo, uma das últimas praias do estado antes de chegar em Paraty. O vilarejo está dentro do Parque Estadual da Serra do Mar e é considerado Patrimônio Histórico Cultural da Humanidade pela Unesco, por preservar sua cultura local que vive em harmonia com a mata atlântica totalmente preservada.


Picinguaba significa refúgio dos peixes em tupi guarani.


O vilarejo está à 43km da cidade de Ubatuba e 30km de Paraty e ocupa uma pequena faixa de areia oferecendo uma vida calma na beira do mar mas com um certo charme que não encontramos com frequência nas outras praias de Ubatuba.


A entrada na vila é difícil, a partir da estrada principal você percorre aproximadamente 3km em um trecho mal pavimentado e mal iluminado, cuidado se você chegar no período da noite.

Quando ir


Assim como Ubatuba, o vilarejo tem maior incidência de chuva no verão que vão dos meses de Dezembro à Março e que também são os períodos de alta temporada deixando a vila extremamente lotada.


O período de menor chuva é no inverno – Junho à Setembro, mas você corre o risco de pegar temperaturas baixas e não curtir uma vibe verão. Eu recomendo as meia estações, como Maio ou Setembro/Outubro que você pega o vilarejo mais vazio e temperaturas de verão na maior parte dos dias.

Como chegar?


O melhor jeito é de carro, dessa forma você também consegue ter mobilidade para conhecer as praias vizinhas.
Do centro de Ubatuba sai o ônibus de linha 17 – Vila Picinguaba. Para horários consulte o site da moovit

Hospedagem


A Pousada Picinguaba é a mais elegante da vila, ouso dizer que entre as propostas oferecidas nas praias de Ubatuba é uma das melhores. Possui quartos em uma construção colonial, alta gastronomia com ingredientes locais, deck e piscina privativa com vista para o mar, serviço de barco e outros.


O Deck da Villa é uma pousada para quem desejar viver o vilarejo. O Deck é o maior point da vila e frequentado inclusive por locais. Possui quartos confortáveis e modernos, gastronomia mais simples e atendimento super agradável e mais informal.


A Pousada Azul da Joana é uma hospedagem mais intimista, fica no final da vila em cima do restaurante Picimbar. São apenas 4 suítes e que também podem ser alugadas por grupos. As acomodações são simples mas o serviço é super agradável e você vai estar em cima de um dos melhores restaurantes do local.


Outra opção é alugar uma casa no airbnb, onde tem opções incríveis. Algumas com uma vista espetacular e a paz que só a mata atlântica proporciona – como a casa em que nos hospedamos, clique aqui. Mas cuidado! a subida pode ser cruel e nada fácil para quem possui problemas de locomoção ou algum problema de saúde.


Outra opção é alugar casas pé na areia ou totalmente na mata. São duas propostas igualmente agradáveis.


Primeira vez usando airbnb? Clique aqui e reserve com desconto.

O que fazer?


Picinguaba é super pequena, mas em 2 ou 3 dias você faz os principais passeios da vila.


Praia da Fazenda
A praia da Fazenda tem acesso por trilha a partir da estrada de Picinguaba, dá pra ir de carro até metade do caminho. Mas a trilha é super tranquila para ser feita a pé, algo em torno de 15 à 20 min mas tem um rio que corta o fim da trilha e o banco de areia da praia, se a maré estiver cheia não é possível atravessar.


A outra opção é chegar na praia de kayak. São uns 30 minutos de remada super tranquila e que você pode ir curtindo o visual – esses itens vocês alugam no centro de Picinguaba, 30/40 min fica em torno de $50,00.


A praia tem uma faixa de areia gigante e não tem nenhum serviço, mas vale muito a ena para curtir a beleza do local por algumas horas.

Para ver detalhes da Praia da Fazenda e de outros pontos de Picinguaba segue a gente no instagram, CLIQUE AQUI


Ilha das Couves
A Ilha das Couves é o principal passeio da vila, a maior parte das pessoas só vai até o vilarejo para fazer o passeio e ignora as outras belezas. Mas a travessia é feita em voadeiras típicas da região e dura algo em torno de 15 min. Ao chegar na ilha a primeira faixa de areia é um pouco pequena e você precisa andar uns 5 min em uma trilha para chegar na maior faixa. A ilha é linda mas lotada de turista e fica impossível de curtir toda a beleza, então se puder vá em um dia de sol e de semana.


O local tem apenas um quiosque que fica na menor faixa de areia e não tem nada de especial nele – recomendo guardar sua fome para comer no vilarejo.
A travessia, em 2020, estava custando R$60/ida e volta.

Praia de Picinguaba
O vilarejo não possui uma vasta extensão de areia, mas fica confortável quando a vila não está lotada. O melhor local para ficar é na primeira parte da vila, logo na entrada. Tem mais serviços de petiscos, bebidas e cadeiras de praia (que não está sendo permitido nesse período de COVID-19).

Se o vilarejo estiver muito cheio eu recomendo curtir uma praia no fim da vila, siga pelo caminho entre o Picimbar e a Pousada sobre as ondas e desça para uma pequena faixa de areia. Continue para depois das pedras e você vai ter uma pequena praia, sem serviço mas super tranquila, com sombra fresca feita pelas árvores da região.

Onde comer?


Picimbar
Picimbar tem o melhor custo benefício da região. A cozinha é comandada pela chef Gal Assunção e utiliza ingredientes regionais em um espaço simples, acolhedor e em frente ao mar.
Eu recomendo tudo que sai dessa cozinha, mas nossas grandes paixões são as vieiras gratinadas e a lula ou o camarão ao vinho como entrada. Para prato principal peça a moqueca que vem acompanhada de um delicioso arroz de coco e farofa de dendê. Outra indicação é o arroz de camarão que é feito com manteiga de ervas – Divino.


Restaurante Picinguaba
O restaurante da Pousada Picinguaba é o mais elegante da região e delicioso. A cozinha também utiliza ingredientes locais mas com traços mais modernos, brincando e inovando com os ingredientes. O cardápio está sempre mudando porque depende da disponibilidade dos produtos, mas a carta de vinhos do local é muito bem construída, apenas com opções de vinhos biodinâmicos e de alta qualidade.


Quando fomos o couvert foram pães artesanais de fermentação natural com tapenade de tomate. Nossas entradas foram guiozadecogumeloscommolhothai, salada de erva-doce com laranja, nozes, gorgonzola e PANCs – plantas alimentícias não convencionais. De principal fomos de peixe carapau inteiro com um topo de ervas e sem acompanhamentos e camarões com brócolis e ervas. Ambos perfeitos.


Para acompanhar fomos de um vinho laranja da Argentina – Miras jovem. Caso queira levar seu vinho, consulte pois o restaurante cobra a rolha.

Curiosidades
O vinho laranja é um vinho de caráter mais ancestral e a sua produção está sendo retomada retomada nos últimos anos. Ele possui uma tonalidade diferente, que pode variar do ouro velho ao âmbar. E a principal característica desse tipo de vinho é que a maceração de uvas brancas pode se estender por dias ou meses e essa técnica é utilizada apenas na produção do vinho tinto.
Gostamos do vinho, estava fazendo um dia de calor e por se tratar de um vinho leve caiu super bem. Mas se você gosta de um vinho com mais presença nas papilas, talvez você deva optar por outro rótulo.

Deck da Villa
O restaurante do Deck da Villa é simples e caseiro, aquela comidinha despretensiosa no pós praia. As postas de peixe, a moqueca e a casquinha de siri são bem gostosas mas a farofa de banana da terra e o molho de camarão deixam a desejar.

No período da noite o local pode ficar mais agitado aos finais de semana com música ao vivo no deck beira mar. Nesse momento é quando os locais e os turistas se misturam em um ambiente super gostoso na beira da praia. Para comer, pode apostar nas pizzas da casa que são super gostosinhas e se quiser leve seu vinho, o Deck não cobra a rolha.


Caso você opte por airbnb e queira tomar um café da manhã de hotel pode ir ao Deck, eles oferecem buffet de café da manhã até ás 10h nos dias em que a pousada tem hóspedes.

Gostou?! Compartilha com amigos e família. E não esquece de seguir a gente no instagram!

Autor: Explora Vida - Nay Noronha

Paraense morando em São Paulo, pronta pra viver experiências gastronômicas e de viagens regada de um bom vinho e sempre buscando os melhores registros!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s