LISBOA – roteiro completo de três dias

Lisboa é uma cidade na Europa que vai te surpreender, quando fui pela primeira vez não tinha muitas expectativas mas o acolhimento das pessoas, as programações variadas e a beleza da cidade nos surpreenderam.

Portugal com certeza é um destino que vamos voltar, então vamos ao roteiro.

1º Dia

No seu primeiro dia pela cidade caminhe pela beira do Rio Tejo até a Praça do Comércio, chegando por lá passe pelo Arco Triunfal da Rua Augusta e suba esta famosa Rua, você estará entrando no centro da cidade. Ao longo do caminho você irá encontrar a Casa Portuguesa do Pastel de Bacalhau e não deixe de experimentar o bolinho de bacalhau recheado com queijo da serra da estrela, é uma delícia imperdível.

Depois dessa parada gastronômica continue aproveitando as lojinhas e ambiente de centro antigo e em uma das travessas você vai encontrar o Elevador Santa Justa – é uma espécie de elevador Lacerda, mas bem menor – que te levará ao alto do centro de Lisboa, existe a possibilidade de subir a pé, caso prefira. Na parte alta você vai encontrar as ruínas do Convento do Carmo.

O Convento é uma antiga igreja e está em ruínas desde 1755 após um terremoto e você pode entrar para conhecer, o local não foi reconstruído e hoje é um sítio arqueológico que preserva a história desta catástrofe.

Mas o Convento guarda um tesouro, o bar Topo Chiado. Vá por trás do Convento e o bar fica aos fundos, você vai encontrar um local com drinks excelentes e uma vista linda do Elevador Santa Ajuda, Castelo de São Jorge e do centro de Lisboa – Falo mais do bar no post sobre bares e restaurantes

A próxima parada é a Igreja São Roque que possui em seu anexo um Museu de Arte Sacra e reúne um patrimônio artístico, histórico e documental importante para Portugal.

Saindo da igreja pegue o elétrico 28 (preste atenção no sentido) e conheça o Miradouro da Graça que é o mais alto miradouro de Lisboa, de lá você terá uma das mais lindas vistas da cidade.

Dica: Prepare as pernas para a subida para quando descer do elétrico, mas lembre-se a vista lá de cima vale o preço da subida!!

Saindo do Miradouro vá direto para o Castelo de São Jorge, é um castelo com um jardim bem grande e partes museológicas que vai contar a história de Lisboa. Dentro do Castelo, você encontra restaurantes e lojinhas de souvenirs – bem na pegada turista e que não recomendo para quem busca uma experiência gastronômica mais autêntica.

Mas se a fome bater, indico descer pelo bairro de Alfama, que é uma graça e o primeiro de Portugal. Pode parar em qualquer restaurante que dificilmente você vai errar e se delicie com comidinhas portuguesas e um show de fado Português, se quiser esticar o fim de tarde.

2º dia

Belém já foi uma cidade próxima à Lisboa, mas hoje é um bairro apenas um pouco mais distante do centro mas que merece sua atenção por ter pontos turísticos lindos e um dos melhores doces da cidade, os famosos pastéis de Belém.

Fomos de um ônibus tipo BRT que segue por toda orla, pegamos no ponto mais próximo do Mercado da Ribeira e descemos quase em frente ao Mosteiro dos Jerônimos.

Dica: chegue cedo para enfrentar menos fila na entrada no Mosteiro.

O Mosteiro é uma das 7 maravilhas de Portugal – É uma construção linda que você não vai se arrepender, o complexo possui uma igreja, o pátio (que é a cereja do bolo dessa visita) e espaços expositivos que contam a história do Mosteiro e do São Jerônimo.

Ao fim dessa visita faça uma parada estratégica no Pastel de Belém para provar os famosos e únicos pastéis de pastéis de Belém, eu particularmente amei e acho que vale muito a pena.

DICA: você vai chegar e ver uma fila enorme pelo lado de fora para comprar os pastéis de Belém, mas não se intimide, entre na pastelaria e peça uma mesa. Por incrível que pareça, é mais rápido comer sentado do que pedir para levar e na minha opinião, mais confortável.

Após se deliciar, atravesse a rua para conhecer o monumento Padrão dos Descobrimentos, que foi construído em homenagem aos descobridores portugueses do período das grandes navegações.

Na mesma calçada você continua e segue para conhecer a Torre de Belém – nesse momento você vai estar se perguntando vale ou não a pena entrar na Torre? Nós entramos, mas a verdade é que não tem nada muito especial lá dentro. A coisa mais especial é o sistema de organização para subir as escadas que são super íngremes e estreitas, mas se você gosta de construções medievais e se estiver disposto a subir escadas, vale a pena entrar.

Ao fim dessa visita você tem algumas opções para continuar seu dia, a primeira é conhecer o Centro Cultural Belém. A segunda opção é voltar para o centro de Lisboa e comer no Mercado da Ribeira (Time Out Market) ou se estiver um dia bonito pegar o trem e ir para Cascais.

Nós escolhemos a segunda opção…

Terminamos de conhecer a torre e fomos para a estação mais próxima, lá mesmo você compra o ticket e segue para Cascais – que é uma balneário praiano muito fofo que fica à 30 minutinhos do bairro de Belém.

Chegando lá, você pode comer peixes e mariscos em bons restaurantes, passear na orla, conhecer a boca do inferno e curtir um fim de tarde lindo na beira mar!

Voltamos depois do pôr do sol no mesmo trem e descemos no centro de Lisboa, na estação Chiado.

3º Dia

No terceiro dia você pode fazer um roteiro por igrejas, para quem não sabe Portugal é um país extremamente religioso e as igrejas, assim como no Brasil, representam parte da história e da construção da cidade.

Beco da Bica – Lisboa

Suba pelo Beco da Bica – pelo bonde ou a pé, e faça sua primeira parada na Praça Luís de Camões lá você pode comer o pastel de nata na tradicionalíssima Manteigaria. Essa á uma boa região para comprar souvenirs de viagem.

De lá, siga para o Café a Brasileira que é super tradicional e bem ao lado está a famosa estátua do poeta português Fernando Pessoa.

A próxima parada será na Igreja de Santo Antônio, que foi onde nasceu o Santo Antônio e a localização dessa igreja fica na entrada da antiga Lisboa medieval, super interessante e é uma visita bem rapidinha. Para quem se interessar, a igreja realmente funciona e possui horário de missa.

Siga para a Igreja da Sé de Lisboa, considerada a igreja mais importante da cidade por abrigar o Patriarcado de Lisboa e por ter sido construída após a retomada da cidade dos Mouros – dizem que ela foi construída em cima de uma Mesquita exatamente para representar a conquista.

Pegue o trem 28E e vá até a Igreja de São Vicente de Fora, que é o padroeiro de Lisboa, a igreja também é um Mosteiro e tem um museu explicando sobre a vida do santo, sobre a arquitetura e a construção do prédio e de quebra tem uma vista linda linda do Rio Tejo.

Lá pertinho está o Panteão Nacional, que fica na Igreja de Santa Engrácia e foi construído para homenagear todos os cidadãos portugueses que de alguma forma contribuíram para a construção do país, seja na arte, cultura, literatura, exército, serviço público e outros – É um monumento muito lindo e fica pertinho restaurante Bica do Sapata que super indicamos, para saber mais veja o post Onde comer e beber em Lisboa.

Bica do Sapato – Lisboa

Se ainda tiver tempo, vá ao Oceanário de Lisboa, nós não fomos mas todos recomendam muito pela oportunidade de ver a diversidade de espécies que estão no local.

Outra dica é ir ao supermercado Pingo Doce que fica bem pertinho do restaurante Bica do Sapato e fazer algumas comprinhas de vinho e queijos que é bem mais barato que no centro da cidade.

Gostou do post? mande para um amigo! Tem alguma dica que gostaria de compartilhar? Conte pra gente nos comentários!

2 Comments on “LISBOA – roteiro completo de três dias”

Leave a Reply

Your email address will not be published.